"Amo a vida e espero que cumprida não seja breve, que intensamente seja sentida e leve, até que me leve."

terça-feira

A poesia e o desafogo

A poesia

Eu poderia ter continuado naquele primeiro emprego, naquele primeiro curso daquela primeira escola.
Eu poderia ter continuado naquela primeira casa, naquela primeira rua, com aquela primeira companhia.
Eu poderia ter continuado naquela primeira banda, naquela primeira guitarra, com aquele primeiro sonho.
Eu poderia ter continuado com aquelas mesmas roupas, aquele mesmo penteado, aquele mesmo estilo.
Eu poderia ter continuado naquele mesmo ritmo, naquele mesmo íntimo, com o mesmo ímpeto.
Eu poderia ter continuado com os mesmos amigos, pelos mesmos caminhos, e os mesmos desafetos.

Eu poderia ter parado no tempo.

Mas não tive medo de mudar, nem de enfrentar as conseqüências.
Não tive medo de assumir, nem de lidar com a indiferença.
Não tive medo de agir, de reagir, nem das ofensas que ouvi em gritarias.

To mudando de novo e pode parecer que to abandonando o ringue, jogando a toalha, mas não!
Só to tomando meu rumo, de uma vez por todas e meu egoísmo agora existe, não é ilusão!
Se pareço fracassado, ingrato ou descarado, não sei, não me importo mais. Vou em busca de paz!


O desafogo 

Apontar as minhas falhas é fácil, cometo tantas. Seus dedos cansariam, evite.
Quero ver me ajudar a resolver os problemas, ou se propor a fazer o possível.
Alguém aí? Todos me abandonaram...
Quase todos...
Restaram duas.
Uma disse: “Se eu pudesse resolveria tudo pra te ver bem.”
A outra disse: “Queria te tirar de tudo isso.”
Isso, só elas fizeram. Uma tem certa obrigação, outra não.

Ainda tenho motivos pra sorrir.
Obrigado por existirem.




Um auto-salve hoje! To precisando.

Bjos bjos!
#tamojunto
@pipe_menezes

Nenhum comentário:

Postar um comentário