"Amo a vida e espero que cumprida não seja breve, que intensamente seja sentida e leve, até que me leve."

quinta-feira

Ao menos...




Em meio a toda essa loucura típica do meu cotidiano atípico, vivo na extremidade dos sentimentos, onde o vento pode ser meu alento ou meu tormento, onde cada palavra inconscientemente falada pode ser um passo largo em direção ao abismo. Para finalmente, em queda livre, com um estrondoloroso grito expressar toda a dor percorrente em minhas veias. E não mais ficarão presos em minha garganta, por um estrangulamento suicida, os meus pensamentos, os meus desejos, os meus sonhos. Estes ecoarão eternamente, ao menos em minha memória.

Nenhum comentário:

Postar um comentário